img010

Foto de Margarete Aurélio, 2009

img011

S/T, acrílica sobre papel, 40x40cm, 2008

Alena Sá

Alena Roque de Sá
Recife-PE, 1968. Vive e trabalha em João Pessoa desde 1970.

Pintora, designer gráfica, pesquisadora e consultora. Oficinas:Iniciação às artes plásticas (Coex/UFPB, João Pessoa, 1976);Desenho artístico e publici-tário (Sebrae, João Pessoa, 1976);Natureza [Stefan Halbscheffel] (CAVT, 1998); Pintura [Alice Vinagre] (CAVT, 1998); Pintura sobre papel [Raul Córdula] (IV Fenart, João Pessoa, 1999); Colagem, assemblage e pintura (CAVT, 2000);Garatujas na areia [Raul Córdula] (Associart, João Pessoa, 2001);Iniciação à gravura em metal [Carlos dos Reis] (IX Fenart, 2003);Gravura em madeira [Maria Bonomi] (IX Fenart, 2003); Livro de artista[Fábia Lívia e Krassimira Drenska] (Casarão 34, 2005); Diário de bordo [Alice Vinagre] (Usina Cultural Energisa, 2006); Pele [Fábia Lívia, Elizabeth Schiess e Lucas Kunz] (Funesc, 2007); Site specific[José Rufino] (Usina Cultural Energisa, 2008); Desenho/desenho [Gil Vicente] (XI Fenart, 2008). Graduanda em Design de Moda (Unipê, João Pessoa, 2010). Produz logomarcas e projetos gráficos para empresas locais. Exp. ind.: Cor (Usina Cultural Energisa, 2008; Centro Cultural BNB, Sousa-PB, 2009). Exp. col.: Natureza (Freie Kunstchule Berlin/CAVT, 1998); IX SAMAP (NAC/UFPB, 1999); Grupo Grilo(Espaço de Artes, João Pessoa, 2001); Linguagem do desenho (Arco, João Pessoa, 2004); Diálogos da Casa (Casa Experimental de Arte, João Pessoa, 2007); XII SAMAP (Casarão 34, 2008). Fundou, com outros artistas o Grupo Grilo (1999). Em 2008, escreveu o livro Cor: construção e harmonia (FMC/Funjope, edição 2006). Ministrou oficinas e escreveu a cartilha Fabricação artesanal de tintas e outros materiais[Programa BNB de Cultura] (João Pessoa, Cabedelo e Sousa-PB, 2009). Integra o Atelier 200, ao lado dos artistas Margarete Aurélio e Dyógenes Chaves, e da designer de moda Larissa Uchôa (João Pessoa, 2010).

“A poética de Alena Sá, porém, não se limita a um esquema ou a uma idéia de pintura já estabelecida. Ela articula suas manchas e transparências como algo orgânico e construtivo, o que não a diferenciaria muito de outros artistas, mas ela faz isso com uma identidade e uma referência às suas vivências, que são, no mínimo, exemplares. (…)
A sua pintura é uma linguagem sacerdotal, uma investigação constante, uma poética viva, e acontece aqui como poderia acontecer, sem nenhuma quebra de reconhecimento de sua qualidade, em qualquer lugar, principalmente nas cidades mais afeitas à arte, porque seu ‘tônus’ criativo é atual, universal e sofisticado.” (Raul Córdula, ABCA/AICA)

fonte: [livro Cor, FMC/Funjope, João Pessoa, 2009; outros catálogos]

Cor (Usina Cultural Energisa, 2008; Centro Cultural BNB, Sousa-PB, 2009)

Natureza (Freie Kunstchule Berlin/CAVT, 1998); IX SAMAP (NAC/UFPB, 1999); Grupo Grilo(Espaço de Artes, João Pessoa, 2001); Linguagem do desenho (Arco, João Pessoa, 2004); Diálogos da Casa (Casa Experimental de Arte, João Pessoa, 2007); XII SAMAP (Casarão 34, 2008). Fundou, com outros artistas o Grupo Grilo (1999)

Cor: construção e harmonia (FMC/Funjope, edição 2006)

Buscar outros artistas

Log in with your credentials

Forgot your details?