img066
Foto de Rodolfo Athayde, 1997

Edilson Parra

Edilson Batista de Lima
Sousa-PB, 1968. Vive e trabalha em João Pessoa.

Artista plástico. Autodidata. Residiu em Campina Grande, onde realizou sua primeira exposição individual e participou do projetoVamos colorir a cidade (1993), do workshop Visões da Borborema[Raul Córdula] (MAAC, 1995); oficinas no Centro de Artes Visuais Tambiá-CAVT (João Pessoa, 1999), e da Oficina Coisas [José Rufino] (VI Fenart, Funesc, 1997), quando obteve premiação. Coordenou oficina de Escultura no Festival de Arte de Areia (1999). Exp. ind.: Galeria do Museu de Arte Assis Chateaubriand-MAAC (Campina Grande, 1990); Deserção do pensamento (MAAC, 1994). Exp. col.: Coletiva Banco do Brasil(Banco do Brasil, Sousa-PB, 1989); Dinossauros ao ar livre (UFSE, Aracaju, 1989); Arte Sertão no Cariri (MAAC, 1990); Galeria Câmara Cascudo (Natal-RN, 1993); Projeto Cumplicidades(Porto/Portugal, 1993); Nova arte campinense (Galeria Archidy Picado, 1995); III Arte atual campinense (MAAC, 1995); VII SAMAP – Prêmio (NAC/UFPB, 1996); Galeria do Teatro Paulo Pontes (Campina Grande, 1996); Objeto absorto (MAAC, 1998). Em 1992 ilustrou a capa da Lista Telefônica (Telpa/Listel, Sousa-PB).

fonte: [catálogos do artista]

Buscar outros artistas

Log in with your credentials

Forgot your details?