Frederico Falcão

Frederico Falcão Filho
Parahyba (atual João Pessoa), 1892 – 1957.

Pintor e fotógrafo. Graduação em Ciências Jurídicas e Sociais (Faculdade de Direito, Recife, 1923). A frustração com a advocacia o levou a abandonar a carreira ainda no início e a voltar à fotografia por “necessidade”, segundo Falmar Falcão, seu filho. Artista atuante, Frederico Falcão participou das coletivas mais importantes da época (décadas de 1910 e 1920) apresentando retratos, seu tema preferido, e outras pinturas. O Salon Filippéa, em março de 1924, o evento no gênero de maior repercussão na sociedade local teve grande destaque nos jornais O Norte, A União, O Combate, A Imprensa, O Correio da Manhã e na revista Era Nova. Foram expostas no salão 118 obras de cinco artistas: Amelinha Theorga, Voltaire D’Alva, Pinto Serrano, Frederico Falcão e Olívio Pinto. Fez diversas alegorias para carnaval nas ruas e nos clubes da cidade. Produziu escultura, pintura e fotografia. Montou vários estúdios de fotografia: Foto Íris, Foto Elite, Casa Luz, Stúdio Lux, onde também se vendia material fotográfico. Como retratista, Frederico Falcão chamou a atenção por sua notória habilidade em retocar e pintar retratos, reconhecida por seus contemporâneos.

fonte: [Fotografia na Paraíba, Bertrand Lira, Universitária/SEC, João Pessoa, 1997]

Buscar outros artistas

Log in with your credentials

Forgot your details?